sexta-feira, 5 de julho de 2013

Atleta em destaque

Cláudio Monteiro




Maratona de Sevilha 2013





Cláudio Monteiro

48 anos, Advogado; Professor Universitário














Um atleta com uma evolução notável, de sedentário a maratonista, num tempo muito reduzido. Muito organizado e sempre a par da informação técnica mais atual. Um especialista em "lesões" por experiência própria, mas que continua a ultrapassá-las a todas com um sorrido nos lábios e com cada vez mais conhecimento acumulado.




1.       Há quanto tempo corres?

Fiz a minha primeira corrida de rua na Mini da Ponte 25 de Abril, em Março de 2011, mas só comecei a treinar e a participar em corridas regularmente a partir de Setembro desse ano.

2.       Porque corres?

Comecei a correr para emagrecer e recuperar a sensação  de bem estar físico perdida ao fim de muitos anos de vida sedentária. Mas rapidamente percebi que há uma dimensão emocional na corrida que é tão ou mais importante do que a condição física. Agora corro para manter o equilíbrio entre ambas. “Mens sana in corpore sano”.

3.       Quantas vezes treinas por semana?

3 ou 4 vezes, consoante  a disponibilidade e/ou a programação dos treinos.

4.       Qual a prova que mais gostas? E a que te marcou mais?
  
É difícil escolher apenas uma, mas a Corrida do Tejo está entre as minhas preferidas. Foi a primeira que eu corri “a sério”, e também a primeira onde eu consegui baixar do 5m/km. Também guardo recordações especiais da Corrida das Fogueiras, da Meia Maratona de Setúbal e, claro, da Maratona de Sevilha.

5.       Quais os teus próximos objectivos?

Evolui muito em termos de performance neste último ano, e aproveitei a boa forma  para melhorar a minha marca pessoal nos 10k, na Corrida do Benfica, e nos 15k, na Corrida do 1 de Maio. Mas lesionei-me depois desta última prova e já não pude fazer o mesmo na Meia Maratona de Setúbal. Agora tenciono recuperar bem da lesão e iniciar a preparação para a Maratona de Lisboa em Outubro. Mas tenho de encontrar um melhor equilíbrio entre estes objetivos de performance e a gestão do esforço físico para evitar novas lesões e poder continuar a tirar prazer da corrida por mais tempo.

6.       Já fizeste a Maratona? A tua opinião sobre a Maratona

Estreei-me em Fevereiro deste ano em Sevilha. É uma sensação indescritível, realizar que aquilo que até há bem pouco tempo parecia impossível está afinal ao nosso alcance. Mas não devemos menosprezar a dimensão da prova. A maratona é muito exigente, tanto do ponto de vista físico como psicológico, pelo que requer muita preparação e uma enorme capacidade de sacrifício. É para ser consumida com moderação.

7.       O que é para ti o Run 4 Fun? Que benefícios retiras de pertencer ao Clube?

Se não for partilhada a corrida pode facilmente transformar-se numa atividade solitária e egoísta. Os Run 4 Fun impedem que isso aconteça. São para mim o lado gregário e solidário da corrida. Tenho apreendido muito com todos neste ultimo ano e meio, quer em termos técnicos, quer sobretudo em termos humanos, e já não me vejo a correr sozinho.

8.       Uma mensagem aos novos membros do Clube

Estabeleçam os vossos vossos objetivos, e procurem disciplinar-vos para alcançá-los. Vão ver que o esforço compensa. Mas não levem esses objetivos tão a sério que isso vos impeça de disfrutar do prazer de correr. Run 4 Fun

6 comentários:

Miguel Serradas Duarte disse...

Em grande. Abraço Cláudio.

João Ralha disse...

Claudio,

Um destaque merecido. Só falta começares a fazer trails mais intensamente :)

Runabraço

Teodoro Trindade disse...

Caro Cláudio,

Eu também "já não me vejo a correr sozinho". Grande parte do prazer disto tudo está sem dúvida nas relações humanas que se estabelecem. Na minha opinião acertaste em cheio no alvo.

Parabéns pela impressionante evolução atletica e muito obrigado pelo texto.

Abraço.

Manuel Romano disse...

De uma mini em 2011 para a maratona em 2013, temos de concordar que é um feito enorme. Muitos parabéns Claúdio!

Helena Telino disse...

Gostei! Parabéns, Cláudio!

Nuno Sentieiro Marques disse...

Grande exemplo de esforço, dedicação e evolução.

Quem te viu e quem te vê Claudio.
Parabéns e obrigado pela partilha.

Runabraço